quinta, 28 de fevereiro de 2019 - 15:54h
‘É um sonho que está virando realidade’, comemora comerciante que terá energia 24h
Programa Luz Para Todos vai levar energia 24h para comunidades isoladas do Amapá, como Carnot e Lourenço, em Calçoene.
Por: Portal Amapá, por Phillippe Gomes
Foto: Phillippe Gomes

O comerciante João Pinheiro Santos, 68 anos, morador da comunidade do Carnot, em Calçoene, encheu os olhos de lágrimas ao receber a notícia de que terá energia elétrica 24h no assentamento. O depoimento foi dado durante a visita que o governador do Amapá, Waldez Góes, na quarta-feira, 27, às obras de execução do programa Luz Para Todos nos distritos de Carnot e Lourenço.

Há 32 anos, seu João e a esposa, Lúcia, junto com as quatro filhas, têm um mercantil na comunidade. Eles farão parte das 1.138 famílias que devem ser atendidas ainda no primeiro semestre de 2019 pelo Programa Luz Para Todos no Amapá. Benefício que vai mudar a realidade dos moradores.

"Nós, aqui dessa região, sofremos muito com a falta de energia, perdemos mercadorias e clientes por conta disso. É um sonho que está virando realidade, sinto uma emoção sem fim. Esse programa é mais do que uma bênção para todos nós, estamos ansiosos esperando a conclusão dessas obras; agora o desenvolvimento vai chegar", comemorou Santos.

O Luz Para Todos é uma iniciativa do governo federal, com contrapartida do Governo do Amapá. Inicialmente, o planejamento prevê a instalação de 17.004 novas ligações, beneficiando 68 mil pessoas. Destas, 5.274 estão sob a responsabilidade da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). O restante, 11.730, será de responsabilidade das Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte).

Para as 5.274 unidades que serão interligadas pelas empresas contratadas pela CEA, o custo é de R$ 82 milhões, dos quais o Governo do Amapá garantiu a contrapartida financeira de R$ 8,2 milhões (10% do total), sendo R$ 2,1 milhões já liberados à primeira etapa (Maracá, Lourenço e Carnot). Além destas comunidades, outras, dos municípios de Oiapoque e Vitória do Jari, também serão alcançadas pelas obras da CEA.

O governador Waldez Góes afirmou que o fornecimento de energia elétrica às comunidades isoladas do Amapá vai potencializar as vocações econômicas dessas regiões. "A concretização desses serviços trará, sem sombra de dúvidas, o desenvolvimento econômico para essas comunidades. Vamos, juntos, trabalhar para que essas obras sejam concluídas e essas famílias sejam atendidas, o Carnot tem um potencial agrícola impressionante; o Lourenço se destaca no setor mineral", exemplificou o governador.

Trabalhos

O coordenador do Programa Luz Para Todos no Amapá, José Elias Rosa, informou que os trabalhos na subestação estão acelerados e que os postes e a rede que levará a energia elétrica às comunidades já estão sendo instalados.

"É um processo que levará pouco tempo para ser concluído, estamos trabalhando, juntos com os nossos parceiros, para em breve, entregarmos essas obras, e com isso, levar, além do desenvolvimento, a felicidade para essas famílias que serão contempladas com o programa", pontou Rosa.

Luz Para Todos

O Programa Luz Para Todos teve início no Amapá em 2006. A Eletronorte/Eletrobrás era a executora das obras para tirar as comunidades isoladas do escuro. A meta era atender pouco mais de 20 mil unidades consumidoras, contudo, em 2014, o programa foi paralisado e apenas 7 mil residências rurais receberam o serviço. Em 2018, o Governo do Amapá retomou o programa, após intensa articulação política do governador Waldez Góes em Brasília.

CEA - Companhia de Eletricidade do Amapá
Av Pe Júlio Maria Lombaerd, 1900 Macapá - AP CEP: 68.900-030 - (96) 3212-1300 - cea@cea.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá